• Ludymila Pimenta

5 dicas de como contratar o Business Partner ideal para sua organização




Ponto de partida


Pode ser que você ainda vá contratar o seu primeiro BP, pode ser que você já tem várias experiências que deram certo ou que não deram certo por algum motivo. Portanto, caso o segundo perfil seja o seu, é importante que você avalie este pontos que deram ou não certo. Busque avaliar informações que vão além do perfil do BP relacionado, amplie para seu momento enquanto líder, momento e desafios da área e da organização. Caso você esteja estruturando a área e contratando seu primeiro BP, avalie os desafios que este BP enfrentará, o cenário atual da organização e quais seriam as entregáveis prioritárias para os 30, 60 e 90 primeiros dias deste BP.



Avalie objetivos comuns


No sentido mais literal, isso significa que você deve compreender os objetivos do negócio e quais marcos a organização está tentando alcançar e em que pontos. Em um nível mais profundo, é importante entender o quadro geral por trás do alcance dessas metas e quais expectativas cada BP tem para o futuro.

Um BP pode focar em remuneração enquanto o outro deseja fama, um pode querer ajudar o mundo, enquanto o outro deseja notoriedade. Embora ter metas alinhadas torne isso mais fácil, também é aceitável ter metas diferentes, desde que se complementem.



Encontre um BP que complemente seus pontos fortes e fracos


Um BP torna-se um braço extremamente estratégico dos Gestores de RH. Portanto, analise seus pontos fortes, onde geralmente é mais fácil em executar as tarefas e, embora seja importante saber e valorizar o que você contribui para a equipe, é igualmente, se não mais importante, conhecer seus pontos fracos.

Encontrar alguém que não só complemente seus pontos fracos com seus pontos fortes, mas também saiba como lidar com suas deficiências de maneira adequada é fundamental para uma parceria de longo prazo entre Gestores e Business Partners. Reconheça suas falhas e aprecie alguém que possa lidar com elas.


“Reconheça suas falhas e aprecie alguém que pode lidar com elas.”

Avalie na prática como o candidato a BP soluciona problemas

Para melhor ou pior, os BPs são testados, no mundo real de diversas maneiras no cenário em que estão inserido, de maneiras que toda preparação está submetida a improvisos. Analizar a capacidade de improviso em resolver problemas é uma uma cautela assertiva neste momento das organizações.

Resolver problemas é uma capacidade aprendida, não tenha dúvidas! Mas em seleções, é um ponto importante para observar. Os atributos comportamentais em relação a como soluciona problemas, como lida com uma crise, o que os deixa felizes ou satisfeitos e sua atitude em relação a diferentes situações, inclusive frustrações, é muito importante.


Embora essas dicas devam ser usadas como um guia ou pensamentos a serem lembrados, mesmo que você já tenha BPs em sua equipes, são pontos importantes para pensar em treinamento e desenvolvimento, e é o que trabalhamos bastante certificando Business Partners pelo Brasil inteiro.


Avalie a disponibilidade do BP para crescer junto com a área


Não há um Business Partner experiente, que não possa se aprimorar. Ás vezes, mesmo tendo passado por situações super estratégicas, temos que arregaçar as mangas e ir para o operacional. Isso também é se aprimorar, é dançar conforme a dança. Portanto, um candidato a BP disposto e com energia para compreender o melhor formato de atuação. BP bom é aquele que o cenário necessita para criar meios de evolução de todos: equipes, líderes e a própria organização.


Somos os Virais e Certificamos Business Partners para uma atuação mais robusta, estratégica e com impacto. Para saber mais sobre nossas turmas, acesse:


88 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo